O que surgiu em 2019 e veio para ficar no marketing digital

O que surgiu em 2019 e veio para ficar no marketing digital

O marketing digital é uma ferramenta cada vez mais utilizada pelos profissionais e estudantes desta área. Seu espaço cresce diariamente e é preciso estar atento e saber acompanhar as tendências deste mercado. Neste artigo vamos conhecer o que surgiu em 2019 e veio para ficar no marketing digital.


Uso do SEO cada vez mais essencial

Em 2019, a técnica de SEO (Otimização de Sites para Ferramentas de Busca) está sendo bastante difundida. Muito mais pessoas têm se voltado a esta prática tão importante para alavancar um negócio ou uma marca de maneira orgânica.

Atualmente, os custos que uma empresa arca com a necessidade de uma mídia crescente, a importância das técnicas de SEO aumenta. Pois, quando a empresa possui profissionais capacitados nesta área, ela não precisa gastar com posts pagos, além de gerar um tráfego de procura de modo orgânico e bem classificado.

Com as mudanças frentes do Google em que é verificado como as pessoas procuram por assuntos, as técnicas de SEO também são atualizadas. Esta preocupação faz com que o marketing digital entenda melhor o perfil de seus consumidores. Ou seja, qual é o seu verdadeiro público-alvo e o que ele busca.


Empresas fazem seu próprio marketing digital

Com a crise econômica que ainda assola o país, as companhias não querem ter gastos extras, e isso inclui a área digital. Portanto, para eles é mais interessante capacitar seus funcionários pra que estes desempenham esta função que antes podia ser terceirizada.

A atuação do faça você mesmo diz respeito mais às pequenas e médias empresas, que não possuem capital para pagar por este serviço. Cada vez mais os buscadores verificam que as companhias procuram os cursos In Company com intuito de qualificar uma equipe ou colaborador. Além disso, acaba se criando uma cultura de marketing digital própria dentro da corporação.


Pesquisa por voz

Uma outra tendência deste ano que já aparecia nos anos anteriores é a pesquisa por voz. Neste cenário, os aplicativos como o Alexa (da Amazon), Google Assistente e Google Home, além do Siri (da Apple) ganham força.

De acordo com estudo do portal Thee Design, um terço das 3,5 bilhões de buscas realizadas no Google no dia a dia são pesquisas de voz.

Seu mecanismo possui um sistema semântico bem distinto das pesquisas digitadas em computadores ou celulares. Portanto, é importante que o profissional de marketing digital saiba adaptar seu planejamento de SEO para este foco de pesquisa. Para que assim, não seja perdido este nicho de tráfego na internet.

Uma dica é tornar as expressões utilizadas em pesquisas de um jeito mais conversado e menos ligados a análises digitadas.

Chatbots

De uns tempos para cá virou normal ouvir a palavra chatbots, que é um robô que auxilia alguém por meio de um chat. Além de produzir respostas rápidas e este tipo de serviço está cada vez mais acessível.

Segundo pesquisa divulgada pelo site Grand View Research, o semento global deste tipo de sistema teve alta de 24% de crescimento anual. Em números, ele gerou um faturamento de US$ 1,2 bilhão. O relatório ainda constatou que 45% dos usuários finais optam por usar o chatbot como uma forma primária de comunicação no atendimento ao cliente.

Como redução de custos e facilidades de sua operação, estima-se que nos próximos cinco anos, cerca de 80% das comunicações comerciais com consumidores sejam feitas por meio de chatbots.

Mídias sociais

Em 2019, é notório como o Instagram, por exemplo, passou a ser mais utilizado pelos jovens do que o Facebook. Além disso, as empresas identificaram que por meio desta rede social também é possível atingir seu consumidor final.

O investimento em anúncios feitos tanto nos stories como na timeline da rede social aumentou. Os jovens costumam visualizar diariamente os stories dos amigos e de marcas e serviços que seguem. Portanto, pagar anúncio neste segmento é uma estratégia que vem dado certo às empresas e conquistou uma grande fatia do mercado publicitário.

De acordo com um relatório da companhia Merkle, os investimentos com anúncios no Instagram aumentaram em 117% no segundo trimestre de 2018. Durante o mesmo período, o Facebook, teve 40% de crescimento.

No entanto, o Facebook Marketing permanecerá no domínio do marketing nas mídias sociais. E o Facebook Ads continuará como sua principal ferramenta. Espera-se que os anúncios ganhem mais sofisticação. Com isso, os profissionais deste setor conseguirão segmentar melhor o mercado.

Influenciadores

2019 ainda trouxe mais o uso de influenciadores no marketing digital. Seus serviços são mais utilizados em campanhas online.

De acordo com pesquisas recentes, os usuários levam muito mais em consideração a opinião de um influenciador digital do que um press release ou anúncio.

Maior capacitação

A área de marketing digital cresceu muito nos últimos tempos. Portanto, a busca por profissionais qualificados é real. As pessoas que já atuam neste setor devem se aperfeiçoar cada vez mais porque a concorrência é grande.

Com a crise econômica e até sua fase de recuperação faz com que as empresas formem suas próprias equipes. Pois, assim elas estarão reduzindo custos contratando agências digitais para desempenharem esta função.

Como faltam ainda profissionais qualificados nesta área, os salários acabam sendo valorizados. Ou seja, é um bom momento para se capacitar neste mercado que cresce a cada dia no Brasil.

Fonte: site Academia do Marketing

*Foto: Divulgação

Siga e curta! 🙂
error
Fechar Menu